A existência da instituição escolar é algo tão intrínseca à nossa sociedade e a nosso modo de viver, que não nos perguntamos por que há escola ou essa pergunta é respondida de maneira simples e insatisfatória. Não cabe neste momento uma apreciação dos ensejos daquilo que a escola significa nas sociedades modernas ocidentais, mas do mesmo modo que não se pode alcançar um entendimento declaratório acerca do desenvolvimento humano sem cultura, dificilmente pode-se compreendê-lo sem sopesar a diversidade das práticas educativas por meio das quais se tem acesso a essa cultura e sua interpretação, práticas em que se cabe abranger as escolares. Mediante esse pragmatismo, tenta-se assegurar uma intervenção planejada, sistemática, designada a promover determinados aspectos do desenvolvimento dos educandos.



Download